Territorio Havaianas
Login:

O QUE DEVES SABER ANTES DE VIAJAR PARA AS FILIPINAS?

A primeira vez que fui às Filipinas ia com uma ideia pré-concebida do que ia encontrar. Tinha ouvido coisas por aqui e por ali, tinham-me contado histórias… mas não tinha imaginado por mim mesmo como ia ser o destino que me esperava. Com os lugares que vais visitar passa-se o mesmo que com os filmes e séries que queres ver, mas cuja informação constante e omnipresente deturpam o que estás prestes a experimentar por ti. Por isso mesmo, decidi partir à aventura sem teclar no meu computador as palavras Filipinas, Manila ou ilha de Palawan, que era o meu último destino de passagem.

Este ato que pode parecer aventureiro e independente, com uma pitada de loucura, e não deixa de ser um anacronismo nos tempos digitais que correm. Afinal de contas, se te informares vais maravilhar-te com os novos horizontes que te esperam, e podes até poupar tempo, evitar sustos e tirar o melhor partido da viagem. Por isso, se estás a pensar fazer esta viagem, recomendamos que dês uma vista de olhos a estes onze conselhos que te ajudarão a desfrutá-la ao máximo.

1. Presta atenção ao calendário

O pior que pode acontecer é começares as férias com um belo tufão. Not cool. Por isso, aponta: a melhor época do ano para esta viagem é durante a “estação seca”, ou seja, de novembro a abril.

2. Não te percas em Manila

Muitos vão dizer-te o quanto é barulhenta, caótica, cinzenta…, mas uma vez habituad@ à loucura diária desta megapolis, vais aprender a adorar os seus engarrafamentos intermináveis, os seus centros comerciais a abarrotar e os seus mercadinhos de rua. Já para não falar da riqueza história e colonial de Intramuros, que tem um passado espanhol bem evidente.

3. Salta de uma ilha para a outra

Nas Filipinas há mais de sete mil ilhas. Sim, leste bem! São 7107, para sermos mais exatos! E isto sem contar as que aparecem e desaparecem, segundo os caprichos do mar. Estes fenómenos naturais são quase como um conto fantástico: ora estás num ilhéu de areia deserto, ora este foi devorado pelo mar.

O “island hopping” é uma atividade que consiste em saltar de uma ilha para outra em Bangka, que são umas embarcações bambu que trarão de cima @ marinheir@ que há em ti!

4. Visita o paraíso na terra

Em meados dos anos 1990 corria uma lenda entre os backpackers que corriam a Ásia em busca do paraíso perfeito, o sonho utópico de qualquer aventureiro... havia quem o procurasse no Camboja, na Indonésia ou em Laos. Mas onde se esconde o paraíso? Pois eu asseguro-vos que é nas Filipinas, e chama-se El Nido. Fica no norte da ilha de Palawan e o próprio nome (o ninho) já nos convida a visitá-lo e a ficar por lá!

5. Desfruta da superfície

Quando as praias que vais visitar têm nomes como “Secret Beach” ou “Hidden Beach”, já sabes que te esperam lugares recônditos e pouco frequentados. O itinerário ideal incluiria também a interminável praia de Nacpan, a enigmática “Snake Beach” e o os inseparáveis “Small & Big Lagoon”. Ah, e sem esquecer uma visita à ilha de Coron – é um must!

6. E descobre o fundo do mar

Se as Filipinas são uma maravilha para os olhos (praias de areia branca, vegetação frondosa, paisagens de rochedos cársicos…), acredita que o que não se vê é ainda mais incrível. Mas vais ter que por uns óculos e um tubo de mergulho! Águas cristalinas, corais deslumbrantes, uma fauna marinha como só ainda só viste em documentários… É um dos poucos lugares onde podes mergulhar por entre cardumes intermináveis e em lagoas que misturam água doce e salgada. Um lugar onde ainda repousam barcos da IIª Guerra Mundial. O mundo do Nemo a teus pés!

7. O sorriso é o idioma universal

Os filipinos falam tagalog, mas a maioria fala também inglês e alguns até mesmo espanhol. Mas o idioma mais utilizado é o sorriso: são um povo afável, simpático e muito acolhedor, o que facilita muito a vida do turista. E outra coisa: eles nunca dizem não a uma selfie! Aproveita e cria uma galeria de fazer inveja!

8. Prova o “balut” (para quem se atreve)

A gastronomia filipina é rica e variada, mas também muito pouco conhecida. O arroz é omnipresente, a herança ibérica traduz-se em alguns pratos do menu (marinadas, torresmos, leitão…) e, claro, o trago tipicamente asiático é fácil de identificar. Se te atreves, experimenta o “balut”, um prato típico local e só para paladares bem destemidos! Podíamos dizer-te que é um ovo de pato já fertilizado com o embrião lá dentro, mas não te queremos tirar o apetite…

9. Chama um táxi

Para te deslocares de forma rápida, o melhor são os tryceles e os Jeepneys, os veículos que elevam o tunning ao estatuto de pura arte. Partilha um e aproveita para socializar!

10. Viva o Natal

Sim, bem sabemos que soa esquisito, mais ainda quando estão 35 graus e que o calor até derrete o chocolate, mas nas Filipinas é Natal 80% do ano. Eles adoram a decoração, as árvores, as luzes, as renas, o Pai Natal e as prendinhas!

11. Não te vás embora sem participar num karaoke

Não estranharíamos se nos dissessem que a primeira palavra que os bebés filipinos aprendem é “karaoke”, visto que é um hobby tão querido deste povo que raro é encontrar uma aldeia que não tenha o seu. Nas Filipinas, o karaoke é levado muito a sério, especialmente as baladas de amor. Entra num, escolhe a tua canção favorita (e vais ver que a encontras, por mais rara que seja) e desfruta dos teus 4 minutos de fama!
Fotos de André Carvalho.

Post relacionado